Cachoeirismo é uma boa opção de ecoturismo em Piri

Uma das atrações de Pirenópolis é sua lista com mais de 80 cachoeiras para visitar. Elas agradam pessoas de todo o gosto, as mais tranquilas que preferem curtir a natureza com alguns mergulhos, os apaixonados por trilhas e mirantes e, claro, os loucos por esportes. Até já listamos algumas delas aqui.

As opções são muitas, porém, um dos mais escolhidos pelo pessoal radical é o cachoeirismo. A palavra soa estranha, mas seu conceito é simples: a prática de descida em quedas d´água, utilizando técnicas verticais do rapel e a tirolesa. Pode-se dizer até que é um rapel em cachoeiras.

Qualquer pessoa pode praticar a atividade, não precisa ser experiente, apenas ter vontade de superar seus próprios desafios, aventurar-se ou aspirar novas experiências na vida. No entanto, está acompanhado de um profissional é fundamental para sua segurança.

A seguir damos algumas dicas para aproveitar melhor essa atração do ecoturismo da cidade.

Quem pode fazer

Pessoas com vontade de superar os próprios desafios, aventurar-se e ter novas experiências. É recomendável para toda a família, mas é aconselhável ter no mínimo 1,20m de altura.

Segurança

  • Contrate serviços de empresas que possuam Sistema de Gestão da Segurança (SGS) e dê preferência as que mantêm um certificado para esta atividade. Isso assegura que a empresa cumpre as normas técnicas referentes à atividade, de modo que a sua experiência seja segura e prazerosa.
  • Não use roupas largas e prenda sempre os cabelos (se forem compridos), para evitar que enrosquem no freio durante o cachoeirismo.
  • Desloque-se com cuidado sobre os trechos de pedras molhadas, para não escorregar.
  • Exija roupas de neoprene: elas ajudam a evitar a hipotermia (caracterizada pelas mãos frias e a dificuldade de movimento).
  • Verifique se a operadora programou o percurso para terminar antes do anoitecer.
  • Certifique-se de que os condutores conheçam vias de escape ao longo do caminho: se o nível da água subir rapidamente, é importante que haja saídas estratégicas do percurso.

Deixe seu comentário!