Formações rochosas de 2 bilhões de anos são mapeadas no Parque dos Pirineus, em Pirenópolis

Mapeamento Parque dos Pirineus, em Pirenópolis

A direção do Parque Estadual dos Pirineus lançou a Trilha Interpretativa do Campo de Dobras, que mapeou as formações rochosas de 2 bilhões de anos chamadas “dobras verticais” que existem na região. Além disso, foi concluído o fechamento de entradas secundárias da unidade, para garantir o controle de veículos e visitantes na unidade de conservação ambiental.

O lançamento foi feito no dia 7 deste mês. A ação foi desenvolvida pela Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad) com apoio da Universidade Federal de Goiás (UFG) e da Prefeitura de Pirenópolis.

O parque, que tem uma área de 28 km, é localizado entre os municípios de Pirenópolis, Cocalzinho de Goiás e Corumbá de Goiás, na região central do estado.

Segundo a Semad, o Campo de Dobras é uma das atrações mais procuradas pelos turistas. A secretaria explica ainda que as dobras verticais foram formadas há 2 bilhões de anos pela compressão do quartzo no fundo do oceano, por isso é considerada um fenômeno raro.

No percurso da trilha foram colocadas placas explicativas com informações geológicas e curiosidades sobre as formações rochosas.

A Semad também fechou as estradas secundárias de acesso à área com o objetivo de controlar a entrada de veículos e visitantes, além de proteger as áreas definidas como intangíveis pelo Plano de Manejo. A administração do parque deixou apenas duas entradas, sendo uma em Cocalzinho e outra em Pirenópolis.

Foto: Divulgação/Semad
Fonte: G1 Goiás

Deixe seu comentário!